Só faltava no… Outback

2012, 30 de janeiro

 

A Ribs on the Barbie (R$ 42,50) serve 2 ou 3 pessoas, dependendo do apetite. Entre tantas opções caras do cardápio, é uma das poucas que valem o preço

Yo!

Começando em 10, 9, 8, 7…
Após pouco mais de um ano, bem-vindos ao Só faltava… – de cara nova, com novas seções, e eu sem TCC para fazer. Há tempos quero falar do Outback, então vamos lá! Ah, só por curiosidade, Outback é um deserto que cobre o interior da Austrália, de onde vêm as receitas da rede (é, também, bumerangue em inglês… isso explica a decoração…).

Restaurante: Outback

Endereço: Pense em um bairro cheio de empresas, meio corporativo… Lá, com certeza, tem uma steakhouse Outback (de preferência dentro de shoppings). Estranhamente ainda não tem um na região da Paulista… AINDA. Bom, a unidade que eu mais gosto é a de Moema, na Avenida Moaci, 187 (perto do Shopping Ibirapuera).
Faixa de preço: Entrada – de R$ 21,50 a R$ 29,50 (algumas só podem ser pedidas durante o “Billabong Hour”, de segunda a sexta-feira, das 18h às 20h); Prato principal – de R$ 22 a R$ 47,50 (só pela diferença de preços dá para ter uma ideia da grande variedade do cardápio); Sobremesa – de R$ 12,50 a R$ 19,50 (são apenas cinco opções, mas cuidadosamente montadas); Bebida – além das bebidas tradicionais, o Outback oferece uma carta com drinks criativos (todos a R$ 15) e vinhos nacionais e internacionais a preços acessíveis (de R$ 42,50 a R$ 85 – os mais caros são reservas australianas); Almoço executivo – de R$ 34,75 a R$ 37 (vale muito a pena, é possível até pedir, em tamanho individual, a costela Ribs on the Barbie, grande estrela do cardápio)
Especialidade: Carnes assadas ao estilo australiano (com destaque para molhos em vez de temperos)
Site: www.outback.com.br Um bom site, com fotos chamativas e bastantes informações.

Grande vantagem: ambiente, cardápio, sabores e aromas bem tematizados, o que garante momentos agradáveis e mantém uma identidade.

Lá tem…

  • Uma costeleta suína, em poucas palavras, mágica! Já comi muita costela boa por aí, mas nenhuma fica tanto tempo na memória quanto a Ribs on the Barbie (R$ 42,50). Defumada e grelhada, a costela é um dos poucos pratos do cardápio com um bom custo benefício (senão o único). Grande, serve duas ou três pessoas, dependendo do apetite (mas é tão boa que dá para comer sozinho!). Chega à mesa acompanhada de Cinnamon Apples (um condimento com maçãs e canela que suaviza muito bem a característica forte do porco) e, na versão tradicional, ao molho barbecue (como alternativa, há o molho agridoce Billabong ou o BBQ Mango, à base de manga);
  • Ótimas (e razoavelmente baratas) entradas, capazes de abrir o apetite de um grupo inteiro. Muitas turmas se satisfazem com as porções e nem chegam a pedir pratos. As mais pedidas são a Bloomin’ Onion (R$ 27,50) – exclusiva cebola gigante frita -, e a Aussie Cheese Fries (R$ 29) – batatas fritas com queijo e bacon (leia sobre ela aqui no blog!);
  • Refil para refrigerantes e chás gelados (R$ 5,90). O Outback foi a primeira rede a implantar o sistema por aqui - basta avistar uma caneca vazia que os garçons tratam de reabastecê-las. Uma dica: já que o preço é o mesmo, é possível trocar o sabor a cada troca – entre guaraná, coca e chás de limão, pêssego ou cranberry (em português, o correto é “oxicoco”, uma fruta norte-americana similar às cerejas, porém mais doce e menos azeda). Para crianças, o refil sai por conta da casa.

… só faltava…

  • Em primeiro lugar, disparado, faltam preços condizentes. Os pratos do Outback não são nem um pouco ruins, mas não valem o preço que carregam. Por exemplo: a sopa de cebola Walkabout Soup é deliciosa (bem cremosa e coberta por queijos derretidos), mas quem em sã consciência cobra R$ 10,50 em um pratinho (raso) de sopa? Ah, mas não se preocupem, quem quiser economizar pode pedir a versão mini (por R$ 9,50…);
  •  Mais opções de bebidas sem álcool. Quando se trata de criatividade, os bartenders do Outback ficam só nas bebidas alcoólicas mesmo. Em meio a tanta diversidade na carta de drinks, para quem não bebe: água, refrigerante, chá;
  • Mais opções “verdes”. É grande o número de vegetarianos hoje, principalmente entre os jovens, que são o principal público da rede. Quem não come carne tem uma opção de sopa (aquela mencionada no primeiro tópico), uma opção de salada e uma opção de massa – o MacARoo’n Cheese (R$ 15)… do cardápio infantil… (basicamente um penne preparado com creme de leite e muito queijo fundido);
  • Reposição do couvert – trata-se de um pão com centeio e mel, típico dos ranchos australianos, acompanhado de uma manteiga leve e saborosa. Acontece que, geralmente, a porção não dura nada, já que todos chegam esfomeados à mesa após a corriqueira demora da fila de espera. O pão é grátis e, de acordo com o restaurante, pode ser repetido. Porém, essa repetição sempre demora muito para acontecer (e muitas vezes nem acontece…);
  • Inovações! Raramente o Outback adiciona algum item ao cardápio. Em outros países em que a rede está presente, existem muitas receitas que poderiam ser trazidas para o Brasil. Deem uma olhada no site estadunidense, por exemplo, há até cardápios diferenciados (como o de pratos espanhois ou sem glúten);
  • Maior disponibilidade (e até transparência). Certa vez, em 2008, eu e alguns colegas da faculdade fizemos um trabalho de campo elegendo os restaurantes preferidos dos estudantes da zona Sul de São Paulo. O Outback ficou em primeiro lugar, então decidimos preparar uma matéria sobre o mesmo. Ao entrar em contato com a rede, a decepção: por telefone, não nos informaram nada (muito menos em relação a preços). Na unidade de Moema, não pudemos visitar a cozinha nem tirar fotos do ambiente ou dos pratos (mesmo consumindo);
  • Organização. Quanto mais cheio estiver o restaurante, mais perdidos os funcionários ficam. A espera geralmente é uma bagunça, e o espaço nunca suporta o número de clientes na espera. As hostess, apesar de bonitas, sorridentes e educadas, não ajudam muito – informação não é com elas. “Até que horas fica aberto hoje?”, perguntei um dia à hostess, para saber se ainda dava tempo de pedir uma mesa. “Ah, já era para ter fechado…”, foi a reação da funcionária, seguida de um profundo silêncio.

Por fim…
Ah, não consegui mencionar em nenhum momento no post, mas vale destacar que todos os pratos principais do Outback dão direito a um acompanhamento. Os meus preferidos são os legumes no vapor e a Jacket Potato (uma batata assada coberta com a mesma manteiga do couvert).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um bom 2012 a todos, e vamos comer!
Rafael dos Santos

About these ads

»

  1. Chá disse:

    Nossa, deu muita fome agora!
    Realmente o atendimento fica um caos quando aquilo tá cheio (quase sempre…) mas muito bom a comida (batataaaa)
    Ve se atualiza esse negócio sempre agora
    Saudades :D

  2. Muito bom esse post, concordo com tudo! Sempre vou no Outback, é uma delícia! Só discordo quanto à reposição dos refis. Nas últimas vezes que fui tinha que sempre chamar a atenção dos garçons para repor o refri. No Applebee’s, que considero um grande concorrente (mesmo que tenha uma lotação beeem menor), os garçons são mais atenciosos (e tem refil de dois sabores de suco tb, o que é bem legal!)! Aliás, seria legal se vc pudesse postar suas impressões dele tb!

    E uma dica para quem vai sozinho ou acompanhado de poucas pessoas: as unidades são extremamente lotadas, já peguei fila de espera de 60 mesas na minha frente! Nesse caso, para quem não se importar, espera vagar algum lugar no balcão mesmo e fica por lá, que não tem fila de espera! ;)

    • Rafael Jiglly disse:

      Muito obrigado pelo comment, Ana. E que bom que gostou!

      Realmente, muita gente já me disse ter sofrido com os refis. Vou prestar mais atenção na próxima vez e te falo aqui como foi.

      Também gosto bastante do Applebee’s, principalmente pelar porções e por aquela torta de maçã com doce de leite! Ainda não dá para escrever sobre a rede porque só fui uma vez (e meia) lá, acho que não vai sair tão boa a crítica. Mas pode ter certeza que falarei do Applebee’s! Vou colocar umas fotos de lá no meu Flickr, dá uma olhadinha depois (é só acessar ai do lado, na área “Não faltam fotos!”).

      Valeu pelas dicas, abraços!

      • Hummm, ainda não experimentei essa torta, fiquei curiosa!! Mas eu não sei dizer qual é o melhor, os dois são muito bons! Agora tão abrindo vários restaurantes americanos aqui, teve o Hooter’s (é gostoso tb!), o Butcher’s Market e agora o Chilli’s, que ainda não pude ir.

        Esse Flickr é perigoso ver quando a gente tá com fome, cada comida gostosa!! ^^

        Abraços!

  3. Moro em Vitória e foi muito boa sua explicação sobre os pratos e preços. Grata, Vou experimentar.

  4. Ricardo Matheus disse:

    Muito boa sua explicação, pois estava pesquisando a um bom tempo sobre os pratos e os preços do Outback, tenho 2 voucher de 100,00 cada e pretendo levar minha esposa e meus 2 filhos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s